Paqueta cal

FLAGRANTE: Duas pessoas são presas em Picos por desvios de energia elétrica

Prisões ocorreram no bairro Canto da Várzea.

Na manhã desta sexta-feira, 04, duas pessoas foram presas em flagrante na cidade de Picos por desvios de energia elétrica, mais conhecidos como “gato”. As prisões realizadas pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), comandadas pelo delegado Kleyson Ferreira da Costa, aconteceram no bairro Canto da Várzea, e a expectativa é que sejam intensificadas em outros pontos da cidade.

Imãs utilizados para paralisar a medição de energia foram apreendidos nas residências vistoriadas pela Polícia. As mesmas são de propriedade de um médico e uma fisioterapeuta. Identidades dos proprietários não foram divulgadas pela GRECO.

Imãs apreendidos – Foto: Reprodução/ Antena 10

“As prisões foram realizadas a partir de fiscalizações em que se notou que o consumo era incompatível com o imóvel. Em decorrência disso foi feito um levantamento e verificado a existência de furto de energia nos locais”, disse Kleyson da Costa.

A Operação de combate ao desvio de energia elétrica vem sendo realizada em todo o Piauí através de um convênio firmado entre a GRECO e Eletrobras, empresa responsável pelo abastecimento de energia no Estado. Nesta quinta-feira, 03, foi preso no município de Oeiras um proprietário de motel também acusado de praticar o crime.

Em Picos, a dupla foi autuada pelo crime de furto qualificado.

A Eletrobras Piauí vem somando prejuízos milionários anualmente com a prática de “gatos” pelos consumidores. A mesma este ano chegou a gerar um saldo negativo para o Estado R$ 144 milhões de dólares.

Paqueta calçados assis brasil

FLAGRANTE: Duas pessoas são presas em Picos por desvios de energia elétrica

Prisões ocorreram no bairro Canto da Várzea.

Na manhã desta sexta-feira, 04, duas pessoas foram presas em flagrante na cidade de Picos por desvios de energia elétrica, mais conhecidos como “gato”. As prisões realizadas pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), comandadas pelo delegado Kleyson Ferreira da Costa, aconteceram no bairro Canto da Várzea, e a expectativa é que sejam intensificadas em outros pontos da cidade.

Imãs utilizados para paralisar a medição de energia foram apreendidos nas residências vistoriadas pela Polícia. As mesmas são de propriedade de um médico e uma fisioterapeuta. Identidades dos proprietários não foram divulgadas pela GRECO.

Imãs apreendidos – Foto: Reprodução/ Antena 10

“As prisões foram realizadas a partir de fiscalizações em que se notou que o consumo era incompatível com o imóvel. Em decorrência disso foi feito um levantamento e verificado a existência de furto de energia nos locais”, disse Kleyson da Costa.

A Operação de combate ao desvio de energia elétrica vem sendo realizada em todo o Piauí através de um convênio firmado entre a GRECO e Eletrobras, empresa responsável pelo abastecimento de energia no Estado. Nesta quinta-feira, 03, foi preso no município de Oeiras um proprietário de motel também acusado de praticar o crime.

Em Picos, a dupla foi autuada pelo crime de furto qualificado.

A Eletrobras Piauí vem somando prejuízos milionários anualmente com a prática de “gatos” pelos consumidores. A mesma este ano chegou a gerar um saldo negativo para o Estado R$ 144 milhões de dólares.

Paqueta calçados assis brasil

FLAGRANTE: Duas pessoas são presas em Picos por desvios de energia elétrica

Prisões ocorreram no bairro Canto da Várzea.

Na manhã desta sexta-feira, 04, duas pessoas foram presas em flagrante na cidade de Picos por desvios de energia elétrica, mais conhecidos como “gato”. As prisões realizadas pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), comandadas pelo delegado Kleyson Ferreira da Costa, aconteceram no bairro Canto da Várzea, e a expectativa é que sejam intensificadas em outros pontos da cidade.

Imãs utilizados para paralisar a medição de energia foram apreendidos nas residências vistoriadas pela Polícia. As mesmas são de propriedade de um médico e uma fisioterapeuta. Identidades dos proprietários não foram divulgadas pela GRECO.

Imãs apreendidos – Foto: Reprodução/ Antena 10

“As prisões foram realizadas a partir de fiscalizações em que se notou que o consumo era incompatível com o imóvel. Em decorrência disso foi feito um levantamento e verificado a existência de furto de energia nos locais”, disse Kleyson da Costa.

A Operação de combate ao desvio de energia elétrica vem sendo realizada em todo o Piauí através de um convênio firmado entre a GRECO e Eletrobras, empresa responsável pelo abastecimento de energia no Estado. Nesta quinta-feira, 03, foi preso no município de Oeiras um proprietário de motel também acusado de praticar o crime.

Em Picos, a dupla foi autuada pelo crime de furto qualificado.

A Eletrobras Piauí vem somando prejuízos milionários anualmente com a prática de “gatos” pelos consumidores. A mesma este ano chegou a gerar um saldo negativo para o Estado R$ 144 milhões de dólares.

Paqueta calçados assis brasil

FLAGRANTE: Duas pessoas são presas em Picos por desvios de energia elétrica

Prisões ocorreram no bairro Canto da Várzea.

Na manhã desta sexta-feira, 04, duas pessoas foram presas em flagrante na cidade de Picos por desvios de energia elétrica, mais conhecidos como “gato”. As prisões realizadas pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), comandadas pelo delegado Kleyson Ferreira da Costa, aconteceram no bairro Canto da Várzea, e a expectativa é que sejam intensificadas em outros pontos da cidade.

Imãs utilizados para paralisar a medição de energia foram apreendidos nas residências vistoriadas pela Polícia. As mesmas são de propriedade de um médico e uma fisioterapeuta. Identidades dos proprietários não foram divulgadas pela GRECO.

Imãs apreendidos – Foto: Reprodução/ Antena 10

“As prisões foram realizadas a partir de fiscalizações em que se notou que o consumo era incompatível com o imóvel. Em decorrência disso foi feito um levantamento e verificado a existência de furto de energia nos locais”, disse Kleyson da Costa.

A Operação de combate ao desvio de energia elétrica vem sendo realizada em todo o Piauí através de um convênio firmado entre a GRECO e Eletrobras, empresa responsável pelo abastecimento de energia no Estado. Nesta quinta-feira, 03, foi preso no município de Oeiras um proprietário de motel também acusado de praticar o crime.

Em Picos, a dupla foi autuada pelo crime de furto qualificado.

A Eletrobras Piauí vem somando prejuízos milionários anualmente com a prática de “gatos” pelos consumidores. A mesma este ano chegou a gerar um saldo negativo para o Estado R$ 144 milhões de dólares.

Paqueta calçados assis brasil

FLAGRANTE: Duas pessoas são presas em Picos por desvios de energia elétrica

Prisões ocorreram no bairro Canto da Várzea.

Na manhã desta sexta-feira, 04, duas pessoas foram presas em flagrante na cidade de Picos por desvios de energia elétrica, mais conhecidos como “gato”. As prisões realizadas pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO), comandadas pelo delegado Kleyson Ferreira da Costa, aconteceram no bairro Canto da Várzea, e a expectativa é que sejam intensificadas em outros pontos da cidade.

Imãs utilizados para paralisar a medição de energia foram apreendidos nas residências vistoriadas pela Polícia. As mesmas são de propriedade de um médico e uma fisioterapeuta. Identidades dos proprietários não foram divulgadas pela GRECO.

Imãs apreendidos – Foto: Reprodução/ Antena 10

“As prisões foram realizadas a partir de fiscalizações em que se notou que o consumo era incompatível com o imóvel. Em decorrência disso foi feito um levantamento e verificado a existência de furto de energia nos locais”, disse Kleyson da Costa.

A Operação de combate ao desvio de energia elétrica vem sendo realizada em todo o Piauí através de um convênio firmado entre a GRECO e Eletrobras, empresa responsável pelo abastecimento de energia no Estado. Nesta quinta-feira, 03, foi preso no município de Oeiras um proprietário de motel também acusado de praticar o crime.

Em Picos, a dupla foi autuada pelo crime de furto qualificado.

A Eletrobras Piauí vem somando prejuízos milionários anualmente com a prática de “gatos” pelos consumidores. A mesma este ano chegou a gerar um saldo negativo para o Estado R$ 144 milhões de dólares.